Cores…

Gosto de preto e branco, mas gosto das cores vivas presentes na natureza, que frequentam os lugares comuns, galhos de árvores, no meio do mato, escondidas nas sombras ou expostas até quase perder o matiz. As cores que se movimentam com o vento, que balançam despreocupadas dos olhares que lhe furtam. Nem tanto pelo brilho,Continuar lendo “Cores…”

O céu é o oceano

Não vejo como uma célula do estômago possa ser inferior ao estômago. Ou como o estômago possa ser inferior ao coração. Então, como posso ser inferior ao meu Eu Superior? Ou menos que a deusa/o deus. Como posso ser comparada a eles, se sou uma unidade com eles? Se tudo é UM. Unidade. Infragmentável. AnalisarContinuar lendo “O céu é o oceano”

A sombra é leve

Vejo a silhueta, mas não vejo a cor. A cor vem da luz. Ela abre horizontes, abre perspectivas, amplia. A luz identifica, ao mesmo tempo revela e desfoca. Mas a sombra… ela traz o olhar para o que importa, sem entregar. A sombra preserva o mistério da sabedoria profunda. A sombra, assim como as cinzasContinuar lendo “A sombra é leve”

A leveza do movimento

A beleza leve que o movimento faz, como uma dança cuja música apenas se intui de passagem. Parece que o beija-flor é um mensageiro. Tem as asas de mercúrio, a divindade do vento, e a velocidade necessária no gesto. Não me deixe só seu beijo, diga seu nome. Assim, repetido no ar, o eco meContinuar lendo “A leveza do movimento”

Amor incondicional

Que nome os animais dariam para significar o que sentem por nós, humanos? Nós que somos animais esquecidos das origens, que não nos reconhecemos animais. Pelo que nos chamariam pelo olhar que sabe, que entende, que sustenta? Talvez complacência, talvez um pouco de tédio mal disfarçado, mas amor sem dúvida. amor quase disfarçado de perplexidade,Continuar lendo “Amor incondicional”

A magia está em todo lugar

Ele estava pastando, absorto de mim. E eu queria sua atenção. Então, sem cerimônia, eu o chamei. Levantou a cabeça olhando diretamente pra mim, relinchou e sustentou o olhar. A natureza é abundância, é cura, mas acima de tudo é magia. Uma luz, um olhar, uma conexão. Num rápido instante. Num piscar de olhos. EContinuar lendo “A magia está em todo lugar”

Aves do kintao

A Mantiqueira reúne diversos fragmentos de mata preservada do bioma Mata Atlântica, considerado o de maior diversidade de flora e fauna do planeta. Aqui na Serra, forma belíssimas paisagens de morros cobertos de inúmeras variedades de verdes. No silêncio contemplativo que a fotografia promove, é possível desfrutar de momentos singulares. Na sequência algumas fotos deContinuar lendo “Aves do kintao”