Prece

Hoje sou um ser completo com a divindade. Entrego minha mente para que possa me mostrar o que devo fazer, o caminho que devo tomar, a melhor forma de cumprir meu propósito. Meus princípios, meus objetivos.  Minha vida.

Hoje, fechando os olhos que veem só o que querem ver, olho para minha vida interior, para a vida completa, uma. Vejo sem temer, a alegria ocupando todos os lugares vazios. Hoje, me despindo de quem sou para as pessoas, posso ser quem realmente sou em essência. Abro mão de ser alguém com sentidos limitados, com significados restritos a uma experiência fugaz, para ser e expressar uma verdade maior, plena.

Hoje, entrego minha vontade ao espírito que está além do aqui e do agora, para que possa me manifestar fazendo coro com seu som despojado e desprendido. Assim, tomada pela liberdade inesperada de ser totalmente, alegremente, realizo o que está em mim realizar, enceno o meu papel único, singular, protagonizando na vida a vida que há no universo.

Hoje, meu trabalho é uma mão estendida para aceitar. Minha vida é um ouvido atento. E minhas pernas são as ações que vou fazendo à medida que ouço e aceito. E ainda assim, longe de ser uma marionete em que ocultas mãos traçam um teatro, incorporo esse ser divino que brinca com os dedos na frente de uma luz, projetando a sombra numa parede branca. Eu sou o ser, a luz, as mãos e a sombra, personagem de mim mesma.

Hoje, reconhecendo a beleza que há nas pessoas, vivo plenamente. Reconhecendo a alegria dos gestos, alegro-me livremente. Uma liberdade que me faz amar involuntariamente, que me traz paz e confiança.

Hoje, abro as portas do coração para que entre o amor que se projeta. Para que a vida antes apenas sonhada escorra como um rio, inundando o caminho de todo aquele que se aventura trilhar o desapego, a romper com o horizonte do possível. Docemente, faço-me instrumento de sua obra, a mim e a tudo que eu faça. Para que minha vontade seja sua vontade, e que produza o bem por onde passe. Todo sonho, uma realidade, e toda realidade um sonho.

Publicado por fe kurebayashi

alquimista de sabores e das palavras.... selvagem como toda mulher deve ser!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: