Eu vejo você

Sempre que chove, eu penso que é um momento para escrever. Talvez porque a água é o elemento da comunicação profunda, intrincada, que compõe as emoções e une a todos indistintamente. Todos é todos, é tudo, é o planeta. Tudo na Terra é água. A água liga.

A ligação é elétrica, é magnética, é invisível. Como a atração. Como a gravidade. Assim, nesse mistério que é viver, a chuva traz as palavras e as sensações que relacionam. Ela quase explica tudo, mas escorre e vai se embora.

Quem sente a gota caindo no rosto, uma que seja, jamais imagina o oceano, o rio de corredeira ou de calmo seguir, a lagoa silenciosa ou a poça d´água de onde se formou a nuvem que chegou caindo sem se conter. Chove porque não tem como se conter. A emoção flui. Sentimento é aquilo que faz com que as pessoas se reconheçam uma só tribo.

Publicado por fe kurebayashi

alquimista de sabores e das palavras.... selvagem como toda mulher deve ser!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: